As tendências das redes sociais para 2018

Gif por: Helen Yomi

O ano está quase acabando e com isso as tendências de mercado para 2018 começam a aparecer. Com as redes sociais não poderia ser diferente, principalmente por elas estarem em constante mudança.

Pensando nisso, separamos algumas delas para você continuar atualizado.

1. Crescimento das comunidades
Durante este ano, foi possível notar o crescimento das comunidades nas redes sociais e isso vem com mais força no próximo ano.

Os grupos em redes como Facebook e LinkedIn estão sendo cada vez mais usadas pelas empresas como ferramenta para engajar seus seguidores e fortalecer mais a relação com eles.

Se bem gerenciados, eles podem auxiliar no algoritmo dos perfis das empresas. Essa é uma forma de driblar a o declínio do alcance orgânico, que será um dos desafios para o ano que vem.

As marcas precisam entender as diversas formas de gerenciar seus seguidores para que eles se tornem defensores da marca, contribuindo para o crescimento e sucesso dela.

2. Conteúdo gerado pelos usuários

Atualmente, os consumidores são extremamente ativos e não querem mais apenas ser representados pelo que veem nas redes sociais: eles querem estar nessas redes, ser parte delas.

Uma forma de se adaptar a essa nova realidade é investir em conteúdos gerados pelo usuário. Aqui na Projeta, por exemplo, nós temos clientes que nos enviam fotos de quem usou seus produtos e os resultados que obtiveram para serem postadas em suas páginas. Dessa forma, eles deixam de ser apenas espectadores e se tornam protagonistas.

O conteúdo produzido pelo consumidor pode gerar um engajamento maior que aqueles feitos apenas focando neles.

3. Aposte nos conteúdos efêmeros

Primeiro: você sabe o que são "conteúdos efêmeros"? Eles são os momentos passageiros. Como o Stories ou Snapchat, por exemplo. Eles ficam disponíveis apenas por 24 horas. Uma vez que o usuário perde isso, é pouco provável que ele consiga recuperá-lo.

Essa pode ser uma boa oportunidade para a empresa, pois cria um senso de urgência no usuário. O tão famoso – e ao mesmo tempo desconhecida – FoMO (Fear of Missing Out), o medo de perder, faz com que as pessoas sintam que não podem deixar aquilo passar.

Por serem feitos de forma rápida, esse conteúdo ajuda a mostrar a realidade da empresa e a aproximá-la do cliente. Além de incentivar o consumo mobile entre seus usuários, mais uma tendência para 2018.

4. Mobile com força total
Não é nenhuma novidade que a maioria das pessoas possui um smartphone hoje em dia. E a estimativa é de que até o ano que vem mais de 2,4 bilhões de pessoas serão usuárias ativas de mobile. E é esperado que esse número mais cresça a cada ano.

Algumas empresas já investem para conseguir tráfego via celulares. Porém, a demanda por conteúdos adaptáveis não condiz com o que é produzido atualmente, especialmente nas redes sociais.

É preciso compreender os hábitos do seu público para que a estratégia funcione e traga resultados, visando otimizar a experiência do usuário com o produto ou serviço.

5. A geração Z como alvo

As pessoas nascidas entre os anos de 1993 e 2012, conhecidos como “A geração Z” tomam conta das redes sociais e isso também não é nenhuma novidade.

Se eles não eram uma preocupação para sua empresa, talvez seja hora de repensar suas estratégias. São eles que acumulam cada vez mais capital e tem grande participação no mercado de consumo. E não vamos esquecer que boa parte dos influenciadores digitais mais famosos pertence a essa geração. E quando eles gostam de algo, falam sobre isso para seu público.

As redes sociais afetam diretamente os hábitos de consumo dessa geração. De acordo com o site americano Retail Dive, 80% de suas compras são influenciadas pelo que veem nessas plataformas.

Mas cuidado, pois da mesma forma que defendem uma marca quando gostam dela, o contrário também acontece e eles podem se tornar seu pior pesadelo.

6. A era dos chatbots
Cada vez mais está sendo investindo nos chatbots: robôs que conversam com as pessoas via chat.

Essas ferramentas estão se aprimorando, ficando cada vez mais inteligentes e prontas para atender os consumidores. Elas oferecem a possibilidade de um atendimento mais humanizado e rápido, otimizando o trabalho dos profissionais da área.

7. Invista mais no audiovisual
Os vídeos dominaram as redes sociais e, embora essa seja uma tendência há algum tempo, em 2018 essa estratégia vai realmente tomar conta das redes.

Todo mundo assiste vídeos todos os dias. E é por isso que é preciso ter cuidado para não saturar esse tipo de conteúdo. O desafio é criar formas diferentes e inovadoras para usar essa estratégia da melhor forma possível, sem cansar o público.

Marcas que conseguirem sair do lugar comum passarão a frente na disputa pela atenção do consumidor.

Agora que você terminou de ler tudo, com certeza já sabe o que fazer para conseguir melhores resultados em 2018. Saber e entender mais sobre tendências é muito importante para colocar suas estratégias para funcionar da melhor forma.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

10 frases do Marketing Digital para te inspirar

10 termos do Marketing Digital para conhecer - Parte 2